Escola Pública e Projeto Social: o cotidiano das aulas de capoeira

Alex dos Santos Gorito, Marcelo Paraiso Alves

Resumo


O presente trabalho tem como centralidade a prática da Capoeira no Programa Arte, Educação e Cidadania que está localizado na Cidade de Barra do Piraí-RJ. Considerando o impacto desta prática corporal no cotidiano dos estudantes que participam do projeto investigado, cabe refletir: Quais as contribuições da Capoeira para os sujeitos participantes? O objetivo do estudo foi investigar as possíveis contribuições das práticas socioculturais desenvolvidas pela Capoeira no referido programa, desenvolvido junto à comunidade da Chacrinha, município de Valença-RJ. Metodologicamente, optamos pelos Estudos do Cotidiano, pelo fato de mergulharmos nas práticas dos estudantes que participam do referido projeto. Utilizamos como instrumentos para produção de dados a roda de conversa e o diário de bordo, no intuito de apreender os registros, acontecimentos e modos comportamentais por meio de observações, que só se tornam possíveis mediante a participação cotidiana nas aulas de capoeira.  Considerando ser está, uma pesquisa com estudantes, este trabalho foi aprovado com o parecer 2.168.033 e o CAAE 69443417.4.0000.5237 pelo comitê de ética de pesquisa do Centro Universitário de Volta Redonda. Os resultados revelam que o Projeto Capoeira resgata as raízes históricas, facilita o acesso à cultura corporal, fortalece as relações em grupo, mostra que os estudantes, ao adotarem valores na roda de capoeira, modificaram seus comportamentos em outros espaços de sociabilidade.


Palavras-chave


Capoeira; Cotidiano; Escola

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, N. Decifrando o pergaminho: o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, I. B.; ALVES, N. (Org.). Pesquisa no/do cotidiano das escolas: sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2001. p.13-38.

AMOSSY, R. Imagens de si no discurso: a construção do ethos. 1ª Edição. São Paulo: Contexto, 2005. 2005 p.

BARBOSA, M. J. S. Capoeira: A gramática do corpo e a dança das palavras. Luso-Brazilian Review, v. 42, n. 1, p. 78-98, jun. 2005. ISSN: 0024-7413. Acesso em: 05 ago. 2017. Disponível em: http://lbr.uwpress.org/content/42/1/78.short.

BENJAMIN, W. O Narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov em obras escolhidas magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1987. 221 p.

CONDE, B. V. A Arte da Negociação: a capoeira como navegação social. Rio de Janeiro: Novas Idéias, 2007. 136 p.

FERRAÇO, C. E. Pesquisa com o cotidiano. Educação & Sociedade. Centro de Estudos Educação e Sociedade, v. 28, n. 98, p. 73-95, jan./abr. 2007. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 24 set. 2017.

GEERTZ, C. A Interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1989. 323 p.

GOFFMAN, E. Representação do Eu na Vida Cotidiana. 10ª. Edição. Petrópolis: Vozes, 2002. 233 p.

GOULART, I. B.; BREGUNCI, M. G. C. Interacionismo simbólico: uma perspectiva psicossociológica. Em aberto, Brasília, ano 9, n.48, p. 51-60, out./dez. 1990. Disponível em: http://emaberto.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/viewFile/1791/1762. Acesso em: 24 set. 2017.

GUIMARÃES, A. A. Capoeira: A Roda, O Jogo, O Ritual. In: BARRETO, M. A. S. C.; ANDRADE, P. G. R.; CUNHA JUNIOR, H. A.; RODRIGUES, A. (Org.). Africanidade (s) e Afrodescendência (s): perspectivas para a formação de professores. Vitória, ES: EDUFES, 2012. p. 169-179.

MEDEIROS, M.P.S. Capoeira: da Marginalização à Reafirmação Identitária. 2016. 55 f. (Trabalho de especialização do Curso de História e Cultura Africana e Afro-Brasileira) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal. 2016.

MOURA, A. F.; LIMA, M. G. A Reinvenção da Roda: Roda de Conversa, um instrumento metodológico possível. Revista Temas em Educação, v. 23, n. 1, p. 98-106, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/18338. Acesso em: 24 set. 2017.

PASTINHA, V. F. Capoeira Angola por Mestre Pastinha. 3ªEdição. Salvador: Fundação Cultural do Estado da Bahia, 1988. 76 p.

PELED, Y. Estados de performance na capoeira. Educação Física em Revista, v. 2, n. 2, 2008. ISSN: 1983-6643. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/efr/index. Acesso em: 18 set. 2018.

PERTUSSATTI, M. Capoeira: diálogo de saberes como possibilidade de valorização da (s) identidade (s) afro-brasileira (s) e do patrimônio imaterial. RELACult-Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade, v. 03, p. 1-11, ed. especial, dez., 2017, artigo nº 518. ISSN: 2525-7870. Disponível em: http://periodicos.claec.org/index.php/relacult/article/view/518 . Acesso em: 14 set. 2018.

Portal da United Nation Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO). Capoeira torna-se patrimônio imaterial da humanidade. UNESCO Office in Brasília, 2014. Disponível em: http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/capoeira_becomes_intangible_cultural_heritage_of_humanity/.

Acesso em: 24 set. 2017.

Portal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGEA). Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=330610&search=rio-de-janeiro|barradopirai. Acesso em 05 de jul. 2017.

Portal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGEB). Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=330610&search=rio-de janeiro|valenca. Acesso em 05 de jul. 2017.

Portal do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Roda de Capoeira. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/66. Acesso em: 06 set. 2018.

Portal do Ministério da Cultura. Convenção Sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais. Disponível em: http://www.cultura.gov.br/politicas5/-/asset_publisher/WORBGxCla6bB/content/convencao-sobre-a-protecao-e-promocao-da-diversidade-das-expressoes-culturais/10913 Acesso em: 24 set. 2016.

REGO, W. Capoeira Angola Ensaio Sócio-Etnográfico. Rio de janeiro: Itapuã, 1968. 416 p.

ROSSINI, V.F. O conceito de papel social em Goffman. São Paulo: USP, 2013. 15p.

SALVINI, L; DE SOUZA, J; JÚNIOR, W. M. Entre fachadas, bastidores e estigmas: uma análise sociológica do futebol feminino a partir da teoria da ação social de Erving Goffman. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 29, n. 4, p. 559-569, out./dez. 2015. ISSN 1981-4690: Disponível em: http://www.journals.usp.br/rbefe/article/view/108407. Acesso em: 07 set. 2017.

SILVA, R. A. Entre "artes" e "ciências": a noção de performance e drama no campo das ciências sociais. Horizontes antropológicos, v. 11, n. 24, p. 35-65, jul./dez. 2005. ISSN 1806-9983: Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-71832005000200003&script=sci_arttext. Acesso em: 06 set. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.23899/relacult.v5i3.935

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 alex dos santos gorito, Marcelo Paraiso Alves

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

RELACult - Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade

e-ISSN: 2525-7870

Facebook - Twitter - Instagram

Endereço eletrônico: relacult@claec.org


Qualis CAPES: B2 - Ensino; B4 - Interdisciplinar; B5 - Ciência Política e Relações Internacionais; B5 - Comunicação e Informação; B5 - Letras/Linguística; B5 - Ciências Agrárias I; C - Ciências Biológicas II; C - Direito; C - História e C - Sociologia.

 

Responsável Editorial:

Editora CLAEC - Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura

www.claec.org/editora

Endereço eletrônico: editora@claec.org