Memória Viva de Árabes na Fronteira: Aspectos da Cultura e Religiosidade

Dalal Jamal Yousef Dawas, Alessandra Buriol Farinha

Resumo


Este trabalho tem como objetivo principal analisar e registrar aspectos da cultura árabe presentes na fronteira, tais como religiosidade, gastronomia, folclore, indumentária, dentre outros. O trabalho tem como motivação a visibilidade da identidade árabe na fronteira buscando entender como esses povos vieram e quais impactos positivos e negativos que sentiram ao estarem na fronteira Brasil/ Uruguai, especificamente em Jaguarão/Rio Branco. É de suma importância a valorização da identidade, o sentimento de pertencimento ao país de origem, e as práticas culturais que fazem com que esses povos sintam sua nação presente mesmo no país de imigração. A prática cultural propicia a constituição de conhecimentos tais como crenças, hábitos, tradições e fazem com outros povos de outras nacionalidades presentes na fronteira desenvolvam relações sociais com o aprendizado de novas culturas. Para isso é necessário que se desenvolva o conceito de alteridade que é fundamental na unidade e respeito entre os habitantes de um determinado local e nas diferenças culturais e religiosas da sociedade A metodologia utilizada foi análise de referências teóricas acerca da diáspora árabe no Rio Grande do Sul, observação de campo e entrevistas semi-estruturadas com dois descendentes de árabes na cidade de Jaguarão.  

 


Palavras-chave


Cultura Árabe; Identidade; Fronteira; Memória

Texto completo:

PDF

Referências


ASSMANN, Jan. Religion and Cultural Memory: ten studies. Califórnia: Stanford University Press, 2006.

CASTELLO, Iara Regina.; HAUSEN, Ênio Costa.; LEHNEN, Arno Carlos. et al. (org.). Práticas de Integração nas Fronteiras: temas para o MERCOSUL. Porto Alegre: Ed. da Universidade / UFRGS, Instituto Goethe / ICBA, 1995

HAYEH, Samir. Centro de Divulgação do Islam para a América Latina, São Paulo: Fambras, 1989.

MAZZEI, Enrique. Rivera (Uruguay) – Sant’Ana (Brasil): Identidad, território e integración fronteriza. Departamento de Sociologia da Universidad de la República, 2010.

SIMÃO, Maria Cristina Rocha. Preservação do Patrimônio Cultural em cidades, Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

ASEFF, Liane Chipollino. Um olhar sobre a presença árabe na Fronteira. Estudios Historicos – CDHRPyB- Año VI - Julio 2014 - Nº 12 – ISSN: 1688 – 5317. Uruguay

Disponível em: http://www.estudioshistoricos.org/12/artigo%20liane%20chipollino%20julio%202014.pdf.

Acesso em: 19. out.2017

COSTA, Luciana.; GASTAL Suzana. Turismo e Paisagem Cultural: para Pensar o Transfronteiriço. São Paulo: Anptur, 2010.

Disponível em: http://www.anptur.org.br/ocs/index.php/seminario/2010/paper/view/609.

Acesso em: 4.out.2017.

FONSECA, Maria Cecília Londres. Referências Culturais: Base para novas políticas de patrimônio. In.: Revista Políticas Sociais - acompanhamento e análise nº 2, 2001. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/4775/1/bps_n.2_referencia_2.pdf. Acesso em 26.nov.2017.

HANNERZ, Ulf. Fluxos. Fronteiras, Híbridos: Palavras chave de uma antropologia transnacional. Cadernos Naui. Florianópolis,V. 01, n. 03, p. 07 – 39, set. 2010.

Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/mana/v3n1/2454.pdf.

Acesso em: 4 .out.2017.

JARDIM, Denise Fagundes. Palestinos no Extremo Sul do Brasil. Identidade Étnica e os Mecanismos Sociais da Etnicidade. Chuí/RS, Rio de Janeiro. UFRG/PPGAS/MUSEU NACIONAL, 2000. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/5249/000298770.pdf?sequence=1.

Acesso em: 4.out.2017.

Depoimentos:

Sra.Khawla Daous. Duração: 1 min e 47 s. Jaguarão, 12/10/2017.

Sr.Radi Abu Saleh: Duração: 8 min e 29 s. Jaguarão, 08/10/2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.23899/relacult.v4i0.718

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Dalal Jamal Yousef Dawas, Alessandra Buriol Farinha

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Qualis CAPES (2013-2016):

B2 - Ensino; B4 - Interdisciplinar; B5 - Ciência Política e Relações Internacionais; B5 - Comunicação e Informação; B5 - Letras/Linguística; B5 - Ciências Agrárias I; C - Ciências Biológicas II; C - Direito; C - História e C - Sociologia.

 

e-ISSN 2016/Atual: 2525-7870 | e-ISSN 2015/2016: 2447-018X

Facebook - Twitter - Instagram

Realização:

Editora CLAEC - Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura

Endereço Eletrônico: relacult@claec.org


Contador disponível desde 05/2016.

universidades e ensino superior
contador de visitas