Memórias, Identidades e Educação Quilombola: Santa Rosa dos Pretos (MA) como contexto e texto

Gleydson de Castro Oliveira

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir os conceitos de Memórias e Identidades em interface com a Educação Quilombola a partir da experiência no Projeto de Teatro de Bonecos “Histórias e memórias quilombolas em cena”, realizado em 2016 no Território Quilombola Santa Rosa dos Pretos, localizado no município de Itapecuru-Mirim (MA). Além de pensar esse território como contexto e texto (CARRIL, 2017) para a sala de aula.


Palavras-chave


memórias; identidades; Educação Quilombola; Santa Rosa dos Pretos (MA).

Texto completo:

PDF

Referências


BOSI, Ecléa. Cultura e desenraizamento. In: BOSI, Ecléa. A Cultura brasileira. Temas e situações. São Paulo: Ática, 2002. p. 13-41.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola na Educação Básica. Brasília, DF: MEC/CNE/CEB, 21 nov. 2012. Seção 1, p. 26.

CARRIL, Lourdes de Fátima Bezerra. Os desafios da educação quilombola no Brasil: o território como contexto e texto. Revista Brasileira de Educação, v. 22, n. 69, abr.-jun. 2017.

CÉSAIRE, Aimé. Discurso sobre o colonialismo. Lisboa: Sá da Costa, 1ª edição, 1978.

CUNHA, P. M. C. C. Da senzala à sala de aula: como o negro chegou à escola. In: OLIVEIRA, L. (org.). Relações raciais no Brasil: alguns determinantes. Niterói: Intertexto/UFF: 1999.

FREIRE, Paulo. A Educação na Cidade. São Paulo: Cortez; 1991.

GOMES, Fernando dos Santos. Mocambos e Quilombos: uma história do campesinato negro no Brasil. São Paulo: Ed. Claro Enigma, 2015.

GONZÁLES, Lélia. A mulher Negra na Sociedade Brasileira. In. LUZ, Madel T. (org.). O Lugar da Mulher: Estudos sobre a Condição Feminina na sociedade atual. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1982.

HALL, Stuart. Identidades culturais na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2011.

HAMPATÉ BÂ. A tradição viva. In: A história geral da África, V.I. SP, Ática, UNESCO, 1982.

MBEMBE, Achille. A Crítica da razão negra. Lisboa: Antígona, 2014.

NASCIMENTO, Beatriz. Introdução ao conceito de Quilombo. In: NASCIMENTO, Beatriz; SIQUEIRA, José Jorge; LOPES, Helena Theodoro. O Negro e a Cultura no Brasil: Pequena Enciclopédia da Cultura Brasileira. Rio de Janeiro: UNIBRADE – Centro de Cultura/UNESCO, 1987.

OLIVEIRA, Luís, Fernandes de; CANDAU, Vera Maria Ferrão. Pedagogia Decolonial e Educação Antirracista e Intercultural no Brasil. In: Educação em Revista. Belo Horizonte, v. 26, n° 01, p. 15-40. Abril, 2010.

PEREIRA, Maria Francisca Rocha Enes. Programa Saúde na Escola (PSE): uma análise da percepção dos moradores sobre programa dentro da escola quilombola Elvira Pires no Território Quilombola Santa Rosa dos Pretos, município de Itapecuru-Mirim/MA no ano de 2016 e 2017. Bacabal/MA, UFMA, 2017. Monografia de Graduação do curso de licenciatura em Pedagogia da Terra – PRONERA/UFMA.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. In: Estudos Históricos, Rio de Janeiro: vol. 2, nº 3, 1989.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do Poder e Classificação Social. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. (Orgs.) Epistemologias do Sul. São Paulo; Editora Cortez. 2010. 637 páginas.

SANTOS, Dayanne da Silva. Não se pode entrar na terra de encantado sem permissão: um estudo sobre a relação de pessoas e encantados na luta pelo território quilombola Santa Rosa dos Pretos (Itapecuru-Mirim – MA). São Luís/MA, UFMA, 2019. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais – UFMA.

SILVA, Anacleta Pires da. Resistência e trajetória de luta pela regularização fundiária do Território Quilombola Santa Rosa dos Pretos. Bacabal/MA, UFMA, 2017. Monografia de Graduação do curso de licenciatura em pedagogia – PRONERA/UFMA.

SILVA, Josicléa Pires da. A Riqueza e a Pobreza ao longo do Corredor Carajás: os impactos dos projetos de mineração nos territórios quilombola Santa Rosa dos Pretos e Monge-Belo. Bacabal/MA, UFMA, 2017. Monografia de Graduação do curso de licenciatura em Pedagogia da Terra – PRONERA/UFMA.

WALSH, C. Pensamiento crítico y matriz (de)colonial. Reflexiones latinoamericanas. Quito: Ediciones Abya-yala, 2005. p. 13-35.




DOI: http://dx.doi.org/10.23899/relacult.v5i3.1647

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Gleydson de Castro Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

RELACult - Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade

e-ISSN: 2525-7870

Facebook - Twitter - Instagram

Endereço eletrônico: relacult@claec.org


Qualis CAPES: B2 - Ensino; B4 - Interdisciplinar; B5 - Ciência Política e Relações Internacionais; B5 - Comunicação e Informação; B5 - Letras/Linguística; B5 - Ciências Agrárias I; C - Ciências Biológicas II; C - Direito; C - História e C - Sociologia.

 

Responsável Editorial:

Editora CLAEC - Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura

www.claec.org/editora

Endereço eletrônico: editora@claec.org