Energia como temática no Ensino de Ciências da Natureza: uma abordagem a partir de experimentações virtuais

Ticiane da Rosa Osório, Vitor Garcia Stoll, Márcio Marques Martins

Resumo


Este artigo apresenta um recorte de uma oficina desenvolvida com um grupo de acadêmicos integrantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência (PIBID) de um curso de Licenciatura em Ciências da Natureza de uma universidade federal do sul do Brasil. Objetivou-se abordar a temática Energia por meio de duas experimentações, disponíveis no software PhEt. Metodologicamente esta pesquisa caracteriza-se como qualitativa, tendo como base a experimentação investigativa. Os dados empíricos foram obtidos por meio da aplicação de pré e pós-teste e foram submetidos à Análise de Conteúdo. Os resultados demonstraram que além da autonomia e trabalho em equipe, proporcionadas pelo desenvolvimento da experimentação investigativa, a utilização do aplicativo caracterizou-se como um suporte na abordagem e desenvolvimento do tema Energia aliada ao cotidiano, visto que, geralmente, esse conceito é apresentado de forma abstrata e descontextualizado.


Palavras-chave


Energia; Experimentação; Tecnologias

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRE, M. E. D. A. Estudo de caso: seu potencial na educação. Cadernos de Pesquisa, [S.l.], n. 49, p. 51-54, 1984. ISSN 0100-1574.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio: Orientações Educacionais Complementares aos parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEMTEC, 2002.

COELHO, R. L. On the Concept of Energy: Eclecticism and Rationality. Science & Education, [S.l.], v. 23, n. 6, p. 1361-1380, 2014. ISSN 0926-7220.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Petrópolis - RJ: Vozes, 2008.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GASPAR, A. Experiências de Ciências. São Paulo: Ed. Ática, 2009.

GUIMARÃES, C. G. Experimentação no Ensino de Química: Caminhos e Descaminhos Rumo à Aprendizagem Significativa. Revista Química Nova na Escola, [S.l.], v. 31, n. 3, p. 198-202, 2009. 2175-2699. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc31_3/08-RSA-4107.pdf. Acesso em: 10 julho 2019.

GURIDI, V.; ISLAS, S. M. Guías de laboratorio tradicionales y abiertas em Física elemental: propuesta para diseñar guías abiertas y estudio comparativo entre el uso de este tipo de guías y guías tradicionales. Revista Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, n. 3, v. 3, p. 203-220, 1998. ISSN 1518-8795. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/618/406. Acesso em: 10 julho 2019.

JUNIOR, W. E. F. et al. Experimentação Problematizadora: Fundamentos Teóricos e Práticos para a Aplicação em Salas de Aula de Ciências. Revista Química Nova na Escola, [S.l.], n. 30, p. 38-41, nov., 2008. 2175-2699. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc30/07-PEQ-4708.pdf. Acesso em: 10 julho 2019.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: Moderna. 2004.

KRUGLIANSKAS, I. Tornando a pequena e média empresa competitiva. São Paulo: Instituto de Estudos Gerenciais e Editora, 1996.

MENDES, A. TIC – Muita gente está comentando, mas você sabe o que é? Revista Abril, Rio de Janeiro, [s.n.], mar., [s.p.], 2008. Disponível em: http://imasters.com.br/artigo/8278. Acesso em: 10 julho 2019.

MORTIMER, E. F.; AMARAL, L. O. F. Quanto mais quente melhor: calor e temperatura no ensino de termoquímica. Revista Química Nova na Escola, [S.l.], n. 7, p. 30-34, maio, 1998. 2175-2699. Disponível em http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc07/aluno.pdf. Acesso em: 10 julho 2019.

OLIVEIRA, J. R. S. Contribuições e abordagens das atividades experimentais no ensino de ciências: Reunindo elementos para a prática docente. Acta Scientiae, Canoas, v.12, n. 11, p. 139-153, jan./jun., 2010. ISSN 2178-7727 Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/acta/article/view/31. Acesso em: 10 julho 2019.

PONTE. J. P. Tecnologias de Informação e Comunicação na Formação de Professores: Que desafios? Revista Iberoamericana de Educación, n. 24, p. 63-90, 2000. ISSN 1681-5653. Disponível em: https://rieoei.org/historico/documentos/rie24a03.htm. Acesso em: 10 julho 2019.

PHET. Experimentação Simulação Formas de Energia e Transformação. Disponível em: https://phet.colorado.edu/pt_BR/simulation/legacy/energy-forms-and-changes. Acesso em: 10 julho 2019.

PHET. Experimentação Energia na Pista de Skate. Disponível em: https://phet.colorado.edu/pt_BR/simulation/energy-skate-park-basics. Acesso em 10 julho 2019.

ROSITO, B. A. O ensino de ciências e a experimentação. In: MORAES, R. (Org.). Construtivismo e ensino de ciências: reflexões epistemológicas e metodológicas. 3. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008, p. 195-208.

SOUZA, V. C. de A.; JUSTI, R. Estudo da utilização de modelagem como estratégia para fundamentar uma proposta de ensino relacionada à energia envolvida nas transformações químicas. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Minas Gerais, v. 10, n. 2, p. 1-26, 2010. ISSN 1984-2686 Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/2176. Acesso em: 10 julho 2019.

TAVARES, et. al. Um estudo sobre a “TIC” e o Ensino da Química. Revista Gestão, Inovação e Tecnologias, São Cristóvão, v. 3, n. 5, p. 155-167, 2013. ISSN 2237-0722. Disponível em: http://www.revistageintec.net/index.php/revista/article/view/296/346. Acesso em: 10 julho 2019.

TONINANDEL, S. Escrita argumentativa de alunos do ensino médio alicerçada em dados empíricos obtidos em experimentos de Biologia. 2008. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) -. Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

Tema Energia no Ensino de Ciências da Natureza: uma abordagem a partir de experimentações virtuais




DOI: http://dx.doi.org/10.23899/relacult.v5i3.1632

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Ticiane da Rosa Osório, Vitor Garcia Stoll, Márcio Marques Martins

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

RELACult - Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade

e-ISSN: 2525-7870

Facebook - Twitter - Instagram

Endereço eletrônico: relacult@claec.org


Qualis CAPES: B2 - Ensino; B4 - Interdisciplinar; B5 - Ciência Política e Relações Internacionais; B5 - Comunicação e Informação; B5 - Letras/Linguística; B5 - Ciências Agrárias I; C - Ciências Biológicas II; C - Direito; C - História e C - Sociologia.

 

Responsável Editorial:

Editora CLAEC - Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura

www.claec.org/editora

Endereço eletrônico: editora@claec.org