Políticas Editoriais

Foco e Escopo

RELACult - Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade. Principal instrumento de divulgação científica do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura - CLAEC, é uma publicação multidisciplinar que dedica-se a difundir artigos originais, resenhas de livros de destaque, entrevistas com pessoas que são referência no mundo acadêmico-científico-cultural, traduções de artigos de relevância acadêmica e, eventualmente, documentos especiais. As edições terão como conceito propostas que debatam criticamente reflexões e estudos em cultura na América Latina. Serão aceitos textos escritos em português, espanhol ou inglês e, eventualmente, contribuições em outros idiomas.

Sua missão é a difusão do conhecimento e do pensamento crítico gerado por acadêmicos e pesquisadores que possuem produções sobre a América Latina, dando ênfase à originalidade e inovação nos conceitos e nas propostas. São seus principais objetivos:

  • Fomentar publicações de trabalhos acadêmicos de estudantes, docentes e pesquisadores que trabalhem nas áreas das Ciências Humanas, Sociais e das Linguagens, Letras e Artes.
  • Explorar e desvendar as fronteiras territoriais e disciplinares na produção de conhecimentos que demonstrem a diversidade de costumes, ideias e modos de vida dos cidadãos dos países integrantes da América Latina.
  • Promover o debate e o compartilhamento de experiências relacionadas à produção cultural, aos direitos humanos e cidadania, à educação, à integração cultural latino-americana, da sustentabilidade sociocultural, das políticas públicas em cultura, entre outras temáticas afins com as áreas de conhecimento do periódico.

A política editorial é regida por um Conselho Editorial, formado por docentes e pesquisadores convidados com titulação de doutor.

 
 
 
 
 

 

Políticas de Seção

Artigos - Fluxo Contínuo

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

EDIÇÃO ESPECIAL - SEMANA ACADÊMICA DO CURSO DE PEDAGOGIA

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A publicação dos artigos encaminhados está condicionada à aprovação de pelo menos dois membros do Conselho Editorial da Editora CLAEC ou de avaliadores Ad Hoc convidados por sua competência e saber em temas específicos. Para a análise, emissão de parecer e aprovação dos trabalhos apresentados, são observados critérios de absoluta imparcialidade garantidos pela avaliação às cegas e por pares, adequação de formato e conteúdo, bem como rigor acadêmico-científico. Para isso os pareceristas recebem os textos sem nenhuma identificação de autoria e os autores, ao final do processo de análise, podem acessar as avaliações de seus textos, também sem identificação dos pareceristas. A decisão do Conselho e da Equipe Editorial sobre aprovação/reprovação dos textos submetidos é soberana, não cabendo recurso ao(s) autor(es) de trabalhos recusados.

Caso o artigo receba um parecer aprovado e outro rejeitado para publicação é feito o encaminhamento a um terceiro parecerista que emite um juízo definitivo sobre ele. O trabalho que receber um parecer aprovado com correções e outro rejeitado para publicação sera rejeitado pelos editores. O texto que receber um parecer aprovado com correções e outro aprovado para publicação, ou ainda, dois pareceres aprovado com correções é encaminhado ao autor para que providencie as alterações solicitadas pelos pareceristas. Os trabalhos não aceitos não são devolvidos e o autor é comunicado da decisão. Os editores não assumem a responsabilidade por conceitos emitidos em textos assinados e matéria transcrita. Os editores se reservam o direito de: selecionar os textos para publicação; ouvir parecer de especialista para averiguar a qualidade do trabalho. A revisão gramatical e ortográfica é de responsabilidade do autor.

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Periodicidade

2015: Semestral

2016: Quadrimestral

 

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Tutoriais

Clique nos links informados e acesse o tutorial explicativo de cada etapa.

 

- Tutorial de Submissão

 

- Tutorial de Avaliação

 

- Tutorial de Edição

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Ementas Dossiês

Nome: Ser vidente e ser visível: mulheres-autoras, arte e cultura na América Latina

Ementa: Em “O olho e o espírito”, o filósofo Merleau-Ponty sugere que o corpo possui a capacidade de ser vidente e visível. O nosso corpo, nossa forma carnal de ser no mundo, quando observa o mundo e o outro, pode, igualmente, se perceber. O corpo é percebível. O corpo vidente, também se faz presença a partir de certa visibilidade, é visível e assim se faz vulnerável aos olhos dos outros. O corpo que toca e se toca, igualmente, se percebe tocado. Logo, quem fala também se escuta. Essa reversibilidade encarnada na experiência corporal, de ser ativo e passivo num só instante, foi denominada como “quiasma” por Merleau-Ponty na sua obra incompleta “O visível e o invisível”. Em certo sentido, as considerações do filósofo francês alimentam a arte e a cultura na contemporaneidade, muitas são as mulheres-autoras que discutem os mistérios do corpo feminino nas suas obras, produtos culturais e processos artísticos. Este dossiê almeja tornar visível obras de artistas visuais, poetisas, escritoras, críticas de arte, atrizes, cineastas, dançarinas, performances, entre outras. As obras dessas mulheres refletem e/ou nos fazem refletir sobre a visualidade do próprio corpo, questionando ou reconstruindo as visões sociais acerca do corpo da mulher. Nessa perspectiva, mulheres-autoras exploram o mistério de ser vidente e visível, com a especificidade de se poder ver na condição de ser mulher. A partir desse olhar, propõe-se reunir nesse dossiê estudos estéticos, históricos, antropológicos e sociológicos que discutam visões sobre o corpo feminino em obras de mulheres-autoras do contexto latino-americano.

Organizadores: Dra Fabíola Cristina Alves (Universidade Federal da Paraíba).

 

Nome: Minorías, trabajo y políticas culturales en América Latina.

Ementa:Planteamos que, a partir del giro democratizante de las políticas culturales y del estallido del movimiento feminista, el campo de la cultura se ha visto sacudido en sus enfoques, sus prácticas, sus expresiones organizativas y en la construcción de valorizaciones. Focalizando en la articulación de las categorías “minorías”, “trabajo” y “políticas culturales” nos interesa comprender qué está ocurriendo hoy en el campo de la cultura. Por tanto, convocamos al envío de artículos de investigación de distintas disciplinas del área social y humanística que analicen con perspectiva crítica: a) los procesos de reestructuración del enfoque de las políticas culturales, sus efectos en la práctica y sus repercusiones sobre el trabajo cultural; b) los entramados sociales de los ámbitos de trabajo artístico-cultural comunitario; c) los procesos de subjetivación que integran el campo de la cultura, en relación a los cambios de las políticas culturales y de las relaciones de género; d) las demandas de las mujeres y otras minorías (ético-raciales, disidencias sexuales, personas con discapacidad, ente otros) de trabajadoras/es de la cultura en sus respectivos circuitos y hacia el Estado; e) la interrelación de las posiciones sociales de artistas y trabajadoras/es de la cultura con sus procesos creativos.

 

Organizadores:  Dra. Susana Dominzain e Ma. Luisina Castelli Rodríguez (Universidad de la República, Uruguai).

 

Nome: Patrimônio cultural e memória nas fronteiras

Ementa: O dossiê em questão encoraja trabalhos que abordem patrimônio cultural e a memória na fronteiras, sejam elas geográficas, olhando para o universo do MERCOSUL, onde estão os proponentes da proposta e os seus trabalhos de pesquisa, portanto no Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai, mas não exclusivamente. Serão aceitos também trabalhos que estejam inseridos nas fronteiras conceituais, novos patrimônios, ou patrimônios e memórias reivindicatórios de reconhecimento que envolvam etnia, gênero e classe social. O tema dos patrimônios culturais e das memórias associadas, constituem na contemporaneidade pontos de reflexão ou nós conceituais relevantes como forma de conhecimento e reinvindicação de direitos, desta forma são esperados trabalhos que problematizem a saliência destas categorias que envolvem a tensão entre o reconhecimento estatal e o social, assim como seus usos, disputas dentro do seu contexto histórico, e suas memórias e esquecimentos associados ao patrimônio cultural material e ao imaterial.

 

Organizadores: Dr. Alan Dutra de Melo (Universidade Federal do Pampa) e Dra. Maria de Fátima Bento Ribeiro (Universidade Federal de Pelotas).

 
 
 
 
 
 
 

 

Código de Conduta e Diretrizes de Boas Práticas - Codes of Conduct and Best Practice Guidelines

Declaração dos princípios éticos de publicação

Este documento resume o comportamento ético esperado pelos Editores, Comissão Científica (revisores) e Autores da revista RELACult.

Essas diretrizes são baseadas nas Políticas da Elsevier Orientações sobre Melhores Práticas para Editores de Revistas.

Deveres dos Editores

Decisões de Publicação

Os editores são responsáveis por decidir quais, dos artigos submetidos à revista, devem ser publicados na RELACult. Os editores estão limitados por exigências legais em vigor, como sejam a difamação, violação de direitos de autores e plágio. Os editores podem consultar a Comissão Científica na tomada de decisões.

Jogo Limpo

Os Editores devem avaliar os manuscritos pelo seu conteúdo intelectual, sem distinção de raça, sexo, orientação sexual, crença religiosa, origem étnica, nacionalidade, ou filosofia política dos autores.

Confidencialidade

Os editores não devem divulgar qualquer informação sobre os manuscritos submetidos a qualquer outra pessoa que não os seus autores, revisores, potenciais revisores ou outros editores.

Deveres dos Membros da Comissão Científica

Contribuição para decisões editoriais

A revisão por pares auxilia os editores na tomada de decisões editoriais e a comunicação de resultados editoriais com o autor podem ajudar o autor a melhorar o artigo.

Presteza

Qualquer revisor selecionado que não se sinta qualificado para analisar um manuscrito ou sabe que não terá possibilidade de realizar a sua imediata revisão, deve notificar os editores de modo a se escusar do processo de revisão.

Confidencialidade

Qualquer manuscrito recebido para revisão deve ser tratado como um documento confidencial. Estes manuscritos não devem ser mostrados, ou discutidos com quaisquer outras pessoas.

Padrões de objetividade

Os revisores devem realizar comentários de forma objectiva. A crítica pessoal ao autor é inadequada. Os revisores devem expressar as suas opiniões claramente, suportando-as com argumentos válidos.

Divulgação e Conflito de Interesses

Informação privilegiada ou ideias obtidas por meio da revisão de artigos devem ser mantidas em sigilo e não devem ser usadas para proveito pessoal. Os revisores não devem considerar os manuscritos em que têm conflitos de interesse resultantes de concorrência, colaboração, ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos artigos em causa.

Deveres dos Autores

Informação

Os Autores de trabalhos originais devem apresentar um relato preciso do trabalho realizado, bem como uma discussão objectiva sobre a sua significância. Os dados utilizados devem ser representados com precisão no manuscrito. O trabalho deve conter detalhes e referências suficientes para permitir que os seus leitores sejam capazes de replicar as experiências relatadas. As declarações fraudulentas ou intencionalmente imprecisas constituem um comportamento não ético e são inaceitáveis.

Originalidade e Plágio

Os autores devem garantir que os seus trabalhos são obras originais. Se os autores utilizarem o trabalho e/ou palavras de outros, devem garantir que estes são devidamente citados. O plágio assume muitas formas, desde "fazer passar" o trabalho de outros como artigo do próprio autor, a cópia ou parafraseando de partes substanciais de outro artigo (sem a devida atribuição), ou mesmo a reivindicação de resultados de pesquisas realizadas por outras pessoas. O plágio, em todas as suas formas, constitui um comportamento não ético e é inaceitável.

Publicação Múltipla, Redundante ou Concorrente

Um autor não deve, em geral, publicar manuscritos que descrevam a mesma pesquisa em mais do que uma revista, atas de congressos, ou qualquer outra publicação primária. O envio do mesmo manuscrito a mais de um periódico é um comportamento não ético e é inaceitável.

Proveniência

O trabalho de outros deve ser empre reconhecido. Os autores devem citar as publicações que influenciaram a natureza do trabalho relatado. As informações obtidas, em particular, como na conversa, correspondência, ou discussão com terceiros, não devem ser utilizadas ou relatadas sem permissão explícita, por escrito das respectivas fontes. As informações obtidas no curso de serviços confidenciais, tais como manuscritos revistos ou pedidos de financiamento, não devem ser utilizadas sem a permissão explícita por escrito do autor do trabalho envolvido.

Autoria

A autoria deve ser limitada àqueles que deram uma contribuição significativa para a concepção, projeto, execução ou interpretação do estudo relatado. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. Quando há outros que participaram em certos aspectos substanciais do projet, estes também devem ser reconhecidos ou listados como contribuidores. O autor correspondente deve garantir que todos os coautores estão incluídas no manuscrito e que todos os coautores viram e aprovaram a versão final do estudo e concordaram na sua submissão para publicação.

Divulgação e Conflitos de Interesse

Todos os autores devem divulgar no seu manuscrito qualquer conflito de interesse, financeiro ou outro, que possa ser interpretado de forma a influenciar os resultados ou interpretação do seu manuscrito. Todas as fontes de apoio financeiro para o projeto devem ser divulgadas.

Erros Fundamentais em Trabalhos Publicados

Quando um autor descobre um erro ou imprecisão significativa no seu próprio trabalho publicado, é sua obrigação notificar imediatamente os editores da revista, e colaborar com estes para corrigir o documento.

 

----------------------------------------------- English -----------------------------------------------

Publication Ethics and Publication Malpractice Statement

This document summarizes the expected behaviour regarding ethics for Editors, Program Committee (peer reviewers) and authors of the RELACult journal.

These guidelines are based on existing Elsevier Policies and COPE’s Best Practice Guidelines for Journal Editors.

Editors Duties

Publication Decisions

The editors are responsible for deciding which articles submitted to the journal should be published in RELACult. The editors are constrained by legal requirements as shall then be in force regarding libel, copyright infringement and plagiarism. The editors might consult with the Programming Committee in decision making.

Fair Play

Editors should evaluate manuscripts for their intellectual content without regard to race, gender, sexual orientation, religious belief, ethnic origin, citizenship, or political philosophy of the authors.

Confidentiality

An editor must not disclose any information about a submitted manuscript to anyone other than its authors, reviewers, potential reviewers or other editors.

Duties of Program Committee Members

Contribution to Editorial Decisions

Peer reviewing assists the editors in making editorial decisions and throught the editorial communications with the author may also assist the author in improving the paper.

Promptness

Any selected referee who feels unqualified to review the research reported in a manuscript or knows that its prompt review will be impossible should notify the editors and excuse himself from the review process.

Confidentiality

Any manuscript received for review must be treated as confidential documents. They must not be shown to, or discussed with others.

Standards of Objectivity

Reviewers should be conducted objectively. Personal criticism of the author is inappropriate. Referees should express their views clearly with supporting arguments.

Disclosure and Conflict of Interest

Privileged information or ideas obtained through peer review must be kept confidential and not used for personal advantage. Reviewers should not consider manuscripts in which they have conflicts of interest resulting from competitive, collaborative, or other relationships or connections with any of the authors, companies, or institutions connected to the papers.

Author Duties

Reporting Standards

Authors of reports of original research should present an accurate account of the work performed as well as an objective discussion of its significance. Underlying data should be represented accurately in the paper. A paper should contain sufficient detail and references to allow others to replicate the work. Fraudulent or knowingly inaccurate statements constitute unethical behaviour and are unacceptable.

Originality and Plagiarism

The authors should ensure that they have written entirely original works, and if the authors have used the work and/or words of others that his has been appropriately cited or quoted. Plagiarism takes many forms, from “passing off” another’s paper as the author’s own paper, to copying or paraphrasing substantial parts of another’s paper (without attribution), to claiming results from research conducted by others. Plagiarism in all its forms constituted unethical publishing behaviour and is unacceptable.

Multiple, Redundant or Concurrent Publication

An author should not in general publish manuscripts describing essentially the same research in more than one journal, conference proceedings, or any other primary publication. Submitting the same manuscript to more than one journal concurrently constitutes unethical publishing behaviour and is unacceptable.

Acknowledgement of Sources

Paper acknowledgment of the work of others must always be given. Authors should cite publications that have been influential in determining the nature of the reported work. Information obtained privately, as in conversation, correspondence, or discussion with third parties, must not be used or reported without explicit, written permission from the source. Information obtained in the course of confidential services, such as refereeing manuscripts or grant applications, must not be used without the explicit written permission of the author of the work involved in these services.

Authorship of the Paper

Authorship should be limited to those who have made a significant contribution to the conception, design, execution, or interpretation of the reported study. All those who have made significant contributions should be listed as co-authors. Where there are others who have participated in certain substantive aspects of the research project, they should be acknowledged or listed as contributors. The corresponding author should ensure that all appropriate co-authors and no inappropriate co-authors are included on the paper, and that all co-authors have seen and approved the final version of the paper and have agreed to its submission for publication.

Disclosure and Conflicts of Interest

All authors should disclose in their manuscript any financial or other substantive conflict of interest that might be construed to influence the results or interpretation of their manuscript. All sources of financial support for the project should be disclosed.

Fundamental errors in published works

When an author discovers a significant error or inaccuracy in his/her own published work, it is the author’s obligation to promptly notify the journal editor or publisher and cooperated with the editor to retract or correct the paper.