Políticas Editoriais

Foco e Escopo

RELACult - Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade. Principal instrumento de divulgação científica do Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura - CLAEC, é uma publicação multidisciplinar que dedica-se a difundir artigos originais, relatos inéditos de pesquisa, resenhas de livros de destaque, textos acadêmicos e científicos, entrevistas com pessoas que são referência no mundo acadêmico-científico-cultural, traduções de livros e artigos de relevância acadêmica e, eventualmente, documentos especiais. As edições terão como conceito propostas que debatam criticamente reflexões e estudos em cultura na América Latina e Caribe. Serão aceitos textos escritos em português, espanhol ou inglês.

Sua missão é a difusão do conhecimento e do pensamento crítico gerado por acadêmicos e pesquisadores que possuem produções sobre a América Latina e Caribe, dando ênfase à originalidade e inovação nos conceitos e nas propostas. São seus principais objetivos:

  • Fomentar publicações de trabalhos acadêmicos de estudantes, docentes e pesquisadores que trabalhem nas áreas das Ciências Humanas, Sociais e das Linguagens, Letras e Artes.
  • Explorar e desvendar as fronteiras territoriais e disciplinares na produção de conhecimentos que demonstrem a diversidade de costumes, ideias e modos de vida dos cidadãos dos países integrantes da América Latina e Caribe.
  • Promover o debate e o compartilhamento de experiências relacionadas à produção cultural, aos direitos humanos e cidadania, à educação, à integração cultural latino-americana, da sustentabilidade sociocultural, das políticas públicas em cultura, entre outras temáticas afins com as áreas de conhecimento do periódico.

A política editorial é regida por um Conselho Editorial, formado por docentes e pesquisadores convidados com titulação de doutor.

 

Políticas de Seção

Artigos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Documentos Especiais

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Entrevistas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Tradução

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: FORMAÇÃO ACADÊMICA, EDUCAÇÃO, POLÍTICA E SOCIEDADE

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: ESTUDOS DE GÊNERO, FEMINISMO E SEXUALIDADES

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: HISTÓRIA, MEMÓRIA E IDENTIDADES

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: LITERATURA, LINGUAGENS E ARTES

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: TURISMO E PATRIMÔNIO CULTURAL

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: CULTURA, FRONTEIRA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: CIÊNCIAS, HUMANAS, AMBIENTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL POPULAR

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: EDUCAÇÃO, RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS, HISTÓRIAS E CULTURAS AFRO-BRASILEIRAS E INDÍGENAS

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê: COMUNICAÇÃO, CULTURA E CONHECIMENTO CIENTÍFICO

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A publicação dos artigos encaminhados está condicionada à aprovação de pelo menos dois membros do Conselho Editorial da Editora CLAEC ou de avaliadores Ad Hoc convidados por sua competência e saber em temas específicos. Para a análise, emissão de parecer e aprovação dos trabalhos apresentados, são observados critérios de absoluta imparcialidade garantidos pela avaliação às cegas e por pares, adequação de formato e conteúdo, bem como rigor acadêmico-científico. Para isso os pareceristas recebem os textos sem nenhuma identificação de autoria e os autores, ao final do processo de análise, podem acessar as avaliações de seus textos, também sem identificação dos pareceristas. A decisão do Conselho e da Equipe Editorial sobre aprovação/reprovação dos textos submetidos é soberana, não cabendo recurso ao(s) autor(es) de trabalhos recusados.

Caso o artigo receba um parecer aprovado e outro rejeitado para publicação é feito o encaminhamento a um terceiro parecerista que emite um juízo definitivo sobre ele. O trabalho que receber um parecer aprovado com correções e outro rejeitado para publicação sera rejeitado pelos editores. O texto que receber um parecer aprovado com correções e outro aprovado para publicação, ou ainda, dois pareceres aprovado com correções é encaminhado ao autor para que providencie as alterações solicitadas pelos pareceristas. Os trabalhos não aceitos não são devolvidos e o autor é comunicado da decisão. Os editores não assumem a responsabilidade por conceitos emitidos em textos assinados e matéria transcrita. Os editores se reservam o direito de: selecionar os textos para publicação; ouvir parecer de especialista para averiguar a qualidade do trabalho. A revisão gramatical e ortográfica é de responsabilidade do autor.

 

Periodicidade

2015: Semestral

2016: Quadrimestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Tutoriais

Clique nos links informados e acesse o tutorial explicativo de cada etapa.

 

- Tutorial de Submissão

 

- Tutorial de Avaliação

 

- Tutorial de Edição

 

Ementas Dossiês

Nome: Cespi-América do Sul: Giros democráticos e dilema integracionista: reflexões sobre os projetos políticos em disputa na América Latina contemporânea

Ementa: Passamos por um momento ímpar vivido pelas democracias em nosso continente, com importantes impactos para os projetos políticos em disputa, para o desenvolvimento institucional, social e econômico de nossos países, bem como para os projetos e visões em torno da integração regional. Neste sentido, reunimos artigos propostos pelos membros do grupo de pesquisa, fruto de suas pesquisas dentro do tema, com o intuito de professor uma reflexão sobre o panorama latino-americano atual em termos democráticos e no que se refere à integração regional.

Organizadores: Dra. Renata Peixoto de Oliveira

 

Nome: Derecho, etnografía, violencia y actores sociales en América Latina

Ementa: El dossie propone analisis que estudian diversas formas de conflictos sociales y prácticas violentas tales como desposesión, masacres y desapariciones, “guerra a las drogas”, militarización de áreas urbanas marginalizadas, “limpieza social” y violencia doméstica en diversos sectores sociales. Se espera, en primer lugar, debatir sobre los efectos del trabajo de campo y la mirada etnográfica como procedimientos privilegiados para acceder a las narrativas y prácticas de las comunidades afectadas por la violencia, incluyendo víctimas y perpetradores. En segundo lugar, rastrear cómo las diferentes investigaciones se articulan con las causas de los movimientos sociales de víctimas de la violencia y proponen herramientas conceptuales y metodológicas para comprender las tramas de actores y agencias que confluyen en los diversos escenarios donde se generan los conflictos sociales. Se aceptan artículos que describan histórica y etnográficamente cuestiones relativas a la agencia de víctimas de violencia de Estado, estrategias gubernamentales para combatir la violencia y luchas por reivindicación de derechos. Tambien son aceptadas analisis de categorías sociales como los pueblos indígenas, los inmigrantes, los migrantes, las mujeres y las poblaciones vulnerables en situación de riesgo en América Latina y las formas de violencia simbólica y estructural por medio de una mirada decolonial.

Organizadores: Dra. Thaís Janaina Wenczenovicz e Dr. Paul Cordova Vinueza

 

Nome: Terrorismo, Globalização e Transições Históricas na América Latina

Ementa: Ao alçar as perspectivas nacionais, os processos globalizantes e os atos terroristas geralmente estão concatenadas a pensar, por exemplo, os grupos  Hezbollah e da Jihad Islâmica com células na América Latina e em países orientais nos quais as ações por domínio, autonomia e, talvez apenas um espetáculo ganham visibilidade midiática.

Nesse ínterim, a proposta do dossiê temático entorna essas questões da história recente e as movimentações históricas globais, mas também problematizações conceituais e os novos agenciamentos, especialmente  na América Latina e Caribe. O tema urge por novas questões e olhares afinando assim a compreensão histórica dada a carência de  estudos acadêmicos nessa espacialidade.

Organizadores: Dra. Márcia Maria de Medeiros e Dra. Tânia Regina Zimmermann

 

Nome: Direitos, Resistências e Povos Indígenas na América Latina e Caribe

Ementa:

Organizadores: Dra. Thais Luzia Colaço e Dra. Isabella Cristina Lunelli

 

Nome: Lazer e Turismo: uma abordagem histórica e patrimonial

Ementa: Este dossiê propõe reunir trabalhos que fomentem algumas reflexões sobre as diferentes formas de interação entre o lazer e o turismo com a história e o patrimônio. Os estudos do lazer e do turismo na perspectiva histórica são recentes, uma vez que estes temas não faziam parte das preocupações dos pesquisadores, quando o enfoque estava nas estruturas sociais e não nos sistemas culturais. Atualmente as preocupações se voltam para as relações sociais, para os comportamentos individuais ou coletivos, para as práticas culturais, numa perspectiva interdisciplinar. Assim, o lazer e o turismo, e suas inter-relações com a história e o patrimônio, se tornam importantes objetos de estudo, apresentando desafios ligados tanto a questões teóricas como metodológicas. 

Nesse sentido, entende-se que a pesquisa sobre o lazer e o turismo deve levar em conta os cruzamentos entre diferentes processos históricos, sociais e culturais, pois trata-se das interfaces com outros fenômenos sociais, o que nos possibilita analisar de forma crítica a realidade mundial, latino-americana e brasileira. Dessa forma, este dossiê visa possibilitar um amplo espaço de discussão sobre as recentes produções a respeito destes temas no Brasil e na América Latina. Além disso, esta edição tem como objetivo divulgar os trabalhos produzidos, no intuito de demonstrar as contribuições e a disseminação destas pesquisas no meio acadêmico.

Organizadores: Dra. Dalila Rosa Hallal e Dra. Dalila Müller

 

Nome: Literatura, arte e política

Ementa: A ideia do “encontro” é uma característica que pode ser associada às produções artísticas, literárias e culturais contemporâneas: no final do século XX e início do XXI é possível perceber uma série de obras marcadas por noções transdisciplinares, interartísticas e transmidiáticas, projetos com forte caráter social e relacional que procuram abrir caminhos para o que Nicolas Bourriaud chama “utopias de proximidade”. A investigação dessas obras e a reflexão a respeito dos movimentos teóricos e críticos que elas tanto exigem quanto possibilitam apresenta-se, assim, como um importante movimento para pesquisas em território latino-americano, por abrir um vasto campo que diz respeito às interfaces entre teorias de distintas áreas do conhecimento como possibilita e suscita uma reflexão sobre obras de grande diversidade de estilos e contextos, possibilitando a composição de um painel sobre o contemporâneo em perspectiva tanto estética quanto política e teórico-crítica.

É nessa perspectiva que este Dossiê se propõe, objetivando constituir-se como espaço para reflexão acerca da diversidade de caminhos pelos quais a literatura e outras artes se colocam em diálogo, abrem perspectivas de encontro, constituem-se como territórios utópicos nos quais a palavra-chave é a proximidade entre o poético, o artístico e o político, como território de partilha do sensível, para retomarmos Jacques Rancière. Para tanto, serão acolhidos trabalhos que tomem como objetos de reflexão produções que vão desde “obras” encerradas em determinados objetos, como um livro, um filme ou uma peça teatral, até ações pontuais e temporárias, como performances ou intervenções, desde que seu principal ponto de inflexão seja o encontro entre distintas artes, mídias ou campos do conhecimento e da ação.

Organizadores: Dra. Maria Elisa Rodrigues Moreira e Dra. Claudia Cristina Maia

 

Nome: Estudos Interdisciplinares acerca de Minorias, Grupos Vulneráveis e Inclusão Social na América Latina

Ementa: A colonização e o desenvolvimento do Brasil e da América Latina seguiram uma lógica elitista, discriminatória e excludente de segmentação social, delimitada sócio histórico e econômico-culturalmente, sendo suas populações subalternizadas e tendo acesso à cidadania negado. Decorre daí o reconhecimento da complexidade do problema e da necessidade de uma abordagem interdisciplinar que seja capaz de abarcar as minúcias latinoamericanas no que se refere à compreensão dos processos de reprodução sociocultural de lutas pela transformação social, de acesso à cidadania e à inclusão social, bem como de contestação das desigualdades e desnaturalização das imposições e violências reais e simbólicas operantes nas várias dimensões sociais.

Este dossiê contemplará estudos interdisciplinares originais, nacionais e internacionais, analíticos, teórico-críticos, em línguas portuguesa, inglesa e espanhola, sobre temas que envolvam Sociedade, Cultura, Identidade, Educação, Saúde, Comunicação, Linguagem, Discurso, Mídia, Território, Subalternidade e Poder. São esperados trabalhos que discutam, contestem e combatam a matriz colonial de poder, abordando subalternidade e inclusão social no Brasil e na América Latina; diversidades cultural, socioeconômica, étnico-racial, de gênero, entre outros; Interculturalidade; etnociências, artes, saberes, memórias e narrativas rururbanas, individuais e coletivas; violência, discriminação, desigualdade e outros conflitos que marcam a relação entre as culturas, as línguas e a formação dos povos latino-americanos; resistências e ressignificações identitárias; políticas públicas afirmativas e movimentos sociais.

Organizadores: Dra. Suzana Ferreira Paulino e Dr. Pedro Paulo Procópio

 

Nome: Discurso, mídia e sociedade

Ementa: Este número concentra-se em artigos que tratam sobre mídia e sociedade na perspectiva da análise do discurso, preferencialmente sob o ponto de vista dos estudos de Michel Foucault. Privilegiando uma abordagem discursiva, este dossiê recebe artigos que discutam o tema proposto. Assim, convidamos os pesquisadores que centram seu trabalho no ponto de vista teórico-metodológico dessa temática a enviarem seus trabalhos para esse dossiê.

Organizadores: Dr. Pedro Luis Navarro Barbosa e Dra. Carina Merkle Lingnau